terça-feira, 22 de agosto de 2017

 Dia da Ucrânia

“Em 24 de agosto de 1991, o Supremo Conselho da República Socialista Soviética da Ucrânia adoptou a Declaração de Independência da Ucrânia, que, na verdade, foi a restauração da independência da  Ucrânia proclamada em 22 de janeiro de 1918.
A Ucrânia moderna herdou as suas características fundamentais de diferentes períodos da sua riqueza histórica: o nome Ucrânia foi mencionado pela primeira vez em crónicas datadas de 1187.
Durante a Revolução Ucraniana de 1917-1921, pela primeira vez os ucranianos criaram um Estado nacional independente; do Estado ucraniano daquele periodo chegaram os fundamentos democráticos da construção do Estado, o primeiro Parlamento, estabelecido em Março de 1917; primeiro Governo, símbolos do Estado. A Ucrânia foi aceite como Estado independente na arena internacional no início do século passado, tendo o Governo estabelecido ligações com vários países.
 Embora a perda da independência como resultado da ocupação bolchevique tenha trazido os regimes totalitários criminosos – comunista e nazi – que levaram milhões de vidas de cidadãos ucranianos, o espírito dos ucranianos permaneceu indestrutível.
A proclamação da independência da Ucrânia em 1991 desempenhou um papel decisivo no colapso da URSS, na destruição final do império totalitário comunista. Hoje, a independência da Ucrânia é um grande obstáculo para o imperialismo russo e uma garantia do livre desenvolvimento dos estados europeus”.
Nota- Texto de Anatolii Koval, chefe da Missão da Ucrânia em Portugal.

Transcrito, resumido, por Amândio G. Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.