sábado, 12 de agosto de 2017

Perguntas que me assaltaram

Desencadeador: dois textos no PÚBLIO de ontem, de Bárbara Reis (BR) e António Guerreiro (AG), respectivamente.

1ª Pergunta:  BR disserta sobre a "Utilidade do saber inútil" e toma como exemplo de que "a imaginação é mais importante que o saber" (citando Einstein) o Instituto de Estudos Avançados da Universidade de Princeton. E defende esta tese, terminando o artigo com o "sonoro"... "E não se mede em rankings" (sic).
Percebo-a intelectualmente, embora o que diz seja um pouco nefelibata. Agora o que me espanta é o seguinte, mesmo sabendo da diferença entre um liceu e uma Universidade: a BR, é a mesma que foi directora do PÚBLICO e todos os anos publicava (e defendia) os "rankings" escolares (malditos, digo eu) no jornal?

2ª Pergunta: AR, sob o título "Os comentários dos leitores",  tenta explicar se não será por causa dos ubíquos comentários de baixo nível e /ou "agressivos ( as designações são traduções minhas do que ele aduziu) que há, nos jornais "online" fecho de "caixas de..." ( e secções de "cartas ao director", junto eu) reactivamente. Pergunto: no momento em que está em curso uma Petição (ainda só tinha, ontem, 75 assinaturas!...) que nos diz muito respeito, não será bom reflectirmos sobre o que diz o "outro lado"?

Fernando Cardoso Rodrigues

4 comentários:

  1. Fiquei surpreendido que já haja 71 "corajosos" que acham normal pressionar os jornais para lhes publicar os "desabafos".
    É que eu penso que este tipo de iniciativa tem tudo para provocar o efeito contrário ao pretendido.
    De facto, colocando-me na posição de um director de jornal, vejo-me a não apreciar nem um pouquinho este tipo de pressão; e é muito importante a gente tentar perceber a posição do outro.
    O que eu penso é que nos devemos preocupar mais com o fundo e a forma daquilo que escrevemos, para que os jornais sintam que também é do seu interesse publicar...

    ResponderEliminar
  2. Certamente por minha inépcia, não consegui encontrar o texto do António Guerreiro e gostava de o ler. Pode o Fernando ajudar-me?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está no suplemento "Ípsilon", na antepenúltima página. Sexta feira, dia 11.

      Eliminar
    2. Obrigado. Só tinha procurado no caderno principal.

      Eliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.