terça-feira, 22 de agosto de 2017

Uma, de algumas coincidências...


7 comentários:

  1. Os meus parabéns pela sua perspicácia na desmontagem deste nojo. Pior que isto, que me lembre, só a coincidência, ao pormenor, das bandeiras da U.R.S.S. e do P.C.P.

    ResponderEliminar
  2. A primeira parte, deveria ser clarificada. Na segunda, podia ser acrescentado as bandeiras do Benfica, Salgueiros, China, etc...

    ResponderEliminar
  3. Quando publicou este cartaz que não existe, mas a existir vejo apenas ali uma espécie de denominador comum o “CDS” e por isso não vejo onde está o mal. Mas enfim, para lhe ser agradável, para além de lhe elogiar a perspicácia, até chamei ao cartaz (que não existe) um nojo – politicamente e apenas para si um nojo, embora não o seja pois não existe. Quanto à minha perspicácia, que numa troca de galhardetes até podia ter elogiado, mas antes pelo contrário desmentiu, e que volto a reafirmar: “coincidência ao pormenor entre U.R.S-S. e P.C.P”, embora constantemente negado pelos camaradas, é uma evidência e que era apenas a isto se devia se devia ter referido. Sem tábua de salvação, foi buscar o Benfica, o Salqueiros, a China e o etc. Olhe, sabe o que penso? Que está em baixo de forma pois se os três primeiros ainda coincidem na cor, e apenas na cor, só lhe resta o etc. que talvez seja, este sim, igual aos supracitados mas que eu desconheço.

    ResponderEliminar
  4. Simplificando, as coincidências ou denominador comum: «Porto, o Nosso Partido», «O Nosso Partido, é Gaia» e o apoio comum do CDS, que pelos vistos não atingiu. Depois, pretendi ladear o seu comentário a despropósito e de cariz salazarista sobre as bandeiras, reflectindo ódio de estimação ao PCP e URSS. Estamos no início da época é natural que a forma ainda não esteja bem apurada...

    ResponderEliminar
  5. Veio para aqui com uma “inventona” demagógica como nos tempos do PREC. Contrapus com uma verdade. Contrapôs com uma inverdade. Voltei a contrapor com a realidade. Rebobinada uma cassete já fora uso e bastante arranhada o que sai? “comentário a despropósito e de cariz salazarista “. Olhe, invente outra como estas e cá estarei para mais comentários salazaristas !!!! Quando diz que não atingi, lamento que não tivesse entendido a minha resposta onde estava tudo. Pelos visto quem não está em forma não sou eu.

    ResponderEliminar
  6. Tinha-se esquecido do PREC... meios tecnológicos mais avançados já substituiram as cassetes... quanto à forma, referia-me à minha, naturalmente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Peço-lhe desculpa pois entendi que a falta de forma era minha, o que não seria de estranhar. E obrigado por ter concordado comigo no essencial.

      Eliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.